Açaí

 

Nome Científico: Euterpe oleracea Mart, família das Arecáceas. 
Nomes Comuns: Piná; uaçaí; juçara, açaí do Pará 
Origem: Amazônia Brasileira.


De sabor característico, é servido na forma de sucos, cremes com granola, aveia e outros ingredientes, sendo considerado potente energético. Na Amazônia, a polpa grossa do açaí é servida junto com farinha de tapióca no café da manhã como fonte de energia. A polpa é utilizada também para se fazer sorvetes, licores, geléias. Do açaí também se utiliza o palmito, que tem sabor similar ao palmito juçara (extraído ilegalmente da Mata Atlântica). É uma alternativa vantajosa para acabar com a devastação do palmito juçara da Mata Atlântica. Na medicina popular é indicado para proteger a pele e a visão e utilizado no combate à diarréia, anemia e diabetes tipo II. O palmito é utilizado como anti hemorrágico. A folha como diurética, desinfetante e contra hemorróida. A semente é considerada vermífuga. Na Amazônia é praticamente encontrado durante todo ano, embora entre fevereiro e junho diminua a sua oferta. Os frutos são obtidos predominantemente de forma extrativa em áreas de mata nativa, pela população local. Entretanto, já existem iniciativas de produção comercial do açaí. O açaí tem grande importância para a população da Amazônia como fonte de alimento e para aproveitamento de outras partes da planta como as folhas - utilizadas como palha para cobertura de casas, os cachos - como artesanato, o tronco e restos da cultura como adubo e alimentação animal, etc. Em Belém do Pará é possível encontrar em todo quarteirão uma placa indicando a venda do açaí.