Amora do Mato

 

Nome Científico: Rubus cf. Brasiliensis Mart., família das Rosáceas. Nomes Comuns: amora preta, amora do mato, sarça, sarçamora. Origem: Américas. Há várias espécies, sendo que a amora preta foi primeiro cultivada nos Estados Unidos (blackberry). No Brasil, há algumas espécies, também chamadas de amora preta ou amora do mato.


A fruta apresenta sabor e cor característicos, e é utilizada ao natural ou na forma de sucos, sorvetes, geléias e licores. A versão nativa da amora apresenta sabor mais ácido que a amora preta típica dos Estados Unidos. Ao contrário da amora asiática, que é uma árvore e que é mais comumente encontrada nos jardins, a amora nativa é um arbusto, que aparência similar a roseiras (inclusive com espinhos). Os frutos são nutritivos. O chá das folhas é utilizado contra diarréia, azia, cãibra, hemorróidas, inflamações da garganta e da boca, pressão alta e diabetes. Os frutos são colhidos entre o final da primavera e todo o verão. A amora preta (blackberry) é cultivada comercialmente, principalmente no sul do país. A amora nativa, porém, não é explorada comercialmente, sendo obtida de forma extrativa em áreas de mata nativa, pela população local.


PRODUTO: POLPA CONGELADA DE AMORA

A polpa é preparada com frutas selecionadas e limpas, sem adição de aditivos químicos ou açúcar. 
A conservação da polpa da fruta se dá pelo seu congelamento (recomenda-se a utilização de - 18°C ou mais frio).

FORMA DE PREPARO DO SUCO DE AMORA
Para cada sache de 100g, utilizar 1 a 2 copos americanos (cerca de 200 a 400 ml) de água potável. Adoçar a gosto. Bater no liquidificador.

Rende 1 a 2 copos.

Outras informações: 
A polpa congelada se conservada de forma adequada (a - 18°C ou mais frio) tem prazo de validade de 1 ano.